0

Femme Fatale e as poderosas do cinema

A sensualidade dentro das subculturas, não tem melhor representante que a Femme Fatale, de Theda Bara, que representava ainda na era do cinema mudo, a sexy menina de Mundo Surreal, com seus trajes Steampunk (aqui). As mulheres com características masculinas, mais que abusavam da sensualidade e beleza para seduzir, sadomizar e matar, sempre polemicas e contraditoras, anjos maus vitimas de seu próprio poder e sedução. Sexualmente atraentes, inevitavelmente fatais, sejam elas como as noivas do Drácula, ou as vivas e atrevidas perkygoth ou nossas tão amadas divas musicais, a Femme Fatale ainda é o convite mais doce, sedutor e complexo dentro desse nosso mundo, deusas ou bruxas?




E a antes que vcs se lembre da meiga menina Buff, com seus cachos dourados, a representante mais fofa da geração MTV, a caçar e matar vampiros, ou ainda sexy mamãe, Morticia Addams, com sua adorável e estranha família, faço questão, de levamos a um passado mais distante. Theda Bara é a Femme Fatale Gótica original do cinema, na obra Cleópatra de 1917, onde o exotismo egípcio, até hoje serve de referência dentro da subculturas, sua maquiagem carregada de lápis preto e o símbolo ankh. Antes da Elvira em nossas sessões da tarde, ou até mesmo do clássico alemão O Gabinete do Dr. Calagari, que é 1919, e tão comentado nas rodinhas do submundo, a vamp Thera Bara já era consagrada como atriz. Segundo o livro Hollywood Babylon, a atriz era apenas uma caipira “A colônia (Hollywood) sabia que a “vamp” fatal, vendida aos matutos como demônio de depravação (...), Theodosia Goodman, uma judia filha de alfaiate de Chilicothe, Ohio, uma humilde caipira.” Mais diferentemente do que Kenneth Anger (autor do livro), diz Theodosia Goodman cresceu não num simples bairro caipira, mais numa comunidade judaica prospera, no colégio tornou se membro de um clube dramático, mais tarde estudou na universidade de Cincinnati. Resolve porem abandonar esses estudos, mudar para New York para atuar em teatros, teve a sorte de ser convidado pelo diretor Frank Powell para atuar em The Stain. Mais o filme que a levou ao estrelato foi obra da FOX, Escravo de Uma Paixão de 1915, Theda Bara é um anagrama, para arab death (morte árabe), estratégia da FOX que imortalizou a atriz no cinema, suas personagens abusavam dos atrativos femininos para seduzir e matar. A atriz vestiu a camisa e dava entrevistas falando sobre ocultismo, magia negra e misticismo, recebia a imprensa cercada de incensos e com uma serpente, chegaram a comentar que ela era a reencarnação de Lucrecia Bórgia ou Elisabeth Bathory. A eternizada Femme Fatale do cinema atuou em mais de 40 produções de 1914 a 1926, mais em 1937 em New Jersey parte dos estúdios FOX pegou fogo e apenas seis dos 40 filmes da atriz existem até hoje. Morreu de câncer em abril de1995, seu ultimo filme foi Madame Mistery, uma comedia em que ele faz piada com a própria imagem de vamp, mesmo tentando fugir de sua imagem vampiresca, a atriz é até hoje lembrada como tal, e até hoje pode se ver releituras de seus papeis nos bailinhos do submundo. Servindo também de referencia para outras personagens na mesma linha, porem o arquétipo de Femme fatale não exclusivo das sub culturas, figuras como as heroínas Xena ou Mulher Maravilha são também reconhecidas por serem incrivelmente belas, fortes e mortais.



A mulher fatal é muito usada no cinema e literatura policiais e dramáticos europeu, no geral esse tipo de personagem seduz o herói e outros tantos homens para que seda e satisfaça seus desejos. Vilãs ou anti-heróicas, hoje elas circulam entre o bem e o mal sem o mínimo de escrúpulos e fidelidade a ninguém. Já as reais são aquelas mulheres que negam e confirmam seu afeto, mergulhando seus parceiros num turbilhão de sensações que não permite que ele tome decisões racionais, sendo escravo das vontades de sua parceira, e dentro das subculturas elas sobrevivem.



Femme Fatale Desktop

Bjs Naty Fenix

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Visitou a página deixe seu comentário e aproveite pra seguir as novidades.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...